DOENÇAS ESPIRITUAIS: CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS

Download PDF

Doenças Espirituais: causas e consequências

Antes de se falar em doenças espirituais, é importante definirmos o que é uma doença. Seria ela um mal de fato? No livro Mãos de Luz, a curadora norte-americana Barbara Ann Brennan apresenta um raciocínio muito interessante: Toda doença é uma mensagem direta dirigida a você, dizendo-lhe que não tem amado quem você é e nem se tratado com carinho, a fim de ser quem você é.

De fato, todas as vezes que nosso corpo apresentar alguma doença, isto deve ser tomado como um sinal de que alguma coisa não está bem.

É muito interessante quanto vivemos e aprendemos em todas as nossas encarnações, mas mesmo assim nunca sabemos realmente de nada. É como se a vida terrena fosse um momento tão passageiro que, o que nos parece muito, de repente descobrimos que não é nada. A passagem pelo planeta Terra é tão fugaz, que a maioria da humanidade nem percebe o que e o quanto viveu e quando passa para o outro plano, não aceita essa passagem. O tempo vivido como encarnado é tão pouco aproveitado na preparação para a vida após o desencarne, que muitos se sentem despreparados para a mudança de estado vital. É por isso que o mundo em geral está tão superlotado de irmãos sofredores, perdidos, sem saberem o que lhes aconteceu.

Ao desencarnar, a maioria dos espíritos não toma consciência imediata do ocorrido, e ao serem libertos do corpo físico não sabem o que fazer, e assim, ficam ao léu no universo, muitas vezes tentando novamente se agarrar a matéria. Como não encontram mais a vestimenta que perderam, se apegam a outra qualquer na ilusão de sentirem novamente os prazeres carnais, dos mais simples aos mais perniciosos

Nessa busca, esses espíritos se apegam a algum encarnado e passam a influenciá-lo energeticamente, causando males que vão dos mais leves aos mais complexos. Por sua vez os encarnados que desconhecem e desacreditam na vida espiritual, ao serem afligidos por esses espíritos, não têm idéia do que lhes está acontecendo. Assim, procuram a medicina humana em busca de uma cura que os médicos nem sempre têm competência para lhes proporcionar. Com a moderna tecnologia, o máximo que os doutores materiais podem fazer é minimizar o sofrimento dessas pessoas, abafando os sintomas desses males, pois a sua verdadeira origem eles desconhecem.

Sem noção de que aquela doença é causada por forças espirituais, os médicos muitas vezes extirpam partes do corpo físico das pessoas como se fossem com isso solucionar o problema, e vão adulterando o que Deus tão perfeitamente criou. Assim, os homens vão se arvorando de poderes que não têm e se aproveitam dos seus estudos acadêmicos para atuarem como donos das vidas de outras pessoas. A ignorância de alguns homens é tão grande que se submetem a retirada de órgãos do seu corpo por livre e espontânea vontade somente pensando em tornar-se mais bonito ou mais bem apresentável aos olhos dos outros, acompanhando os modelos de beleza impostos pela sociedade. Será que esses seres já pararam para pensar que a obra divina é perfeita e que ao alterá-la está indo contra a própria natureza? Quantos sucessos ou benefícios para a humanidade esses procedimentos têm proporcionado?

O rumo que a espécie humana está tomando em relação a si própria e ao mundo onde habita é tão insensata e irrefletida, que está acarretando a destruição gradativa não só do planeta físico em si, mas também dos valores morais e até do sentido de humanidade que deveria orientar todas as ações dos homens. As autoridades terrestres se preocupam muito em punir os criminosos sem, no entanto, analisarem a deficiência do estudo da espiritualidade por essas pessoas. Nenhum deles percebe que, enquanto os seres humanos não despertarem para o seu lado espiritual, não acreditarem num futuro pós-morte e numa vida futura e eterna, tomando esses valores como referência para suas vidas, seus instintos físicos animais prevalecerão e serão os determinantes de suas ações. Dessa forma, seria mais inteligente e mais produtivo empregar recursos financeiros e esforços no sentido de trabalhar essa dimensão humana. Mas como fazer isso, se poucos no mundo terreno têm essa percepção? Numa época em que o homem desenvolve tanto as tecnologias, pergunta-se: para que servem mesmo esses recursos científicos? Para ajudar a angariarem mais dinheiro e mais poder? Para ajudar na realização de ações criminosas?

Na verdade o que nós espíritos de luz encontramos na Terra é uma situação inexplicável e incompreensível. Um sofrimento absoluto da maioria das pessoas por falta de coisas tão simples como se entregarà prática do bem, da caridade fraterna, isentar-se de todos os excessos, desapegar-se da ganância por bens materiais supérfluos, desenvolver bons pensamentos e sentimentos, amar a si mesmo e aos irmãos e, assim, integrar-se mais ao mundo espiritual. Se as pessoas gananciosas por dinheiro e por poder experimentassem a abnegação desses sentimentos, perceberiam como seria melhor e mais feliz a sua estadia nesse planeta. A sensação de paz, tranquilidade e segurança que as forças espirituais proporcionam em quem a elas se dedicam, não tem preço. Mas, infelizmente, poucos são os homens que se imbuem de coragem para essa entrega, pois isso significa abdicar dos prazeres materiais aos quais elegem como prioridades de vida. Muito nos impressiona o apego que os seres humanos dedicam no seu dia a diaàs ações puramente materiais e como pouco é o tempo dirigidoà sua vida espiritual.

Não queremos dizer com isso que os seres humanos devem deixar de viver  e abdicar dos bens necessários para a sua sobrevivência ou mesmo para o seu bem estar na Terra. Todos desejam uma vida confortável com uma boa moradia, boa alimentação, boas vestimentas, boas condições de saíde, o que é perfeitamente necessário, pois o espírito precisa dessas condições para permanecer neste mundo até quando for determinado de acordo com a vontade de Deus. Todos os seres humanos têm necessidades materiais as quais precisam ser satisfeitas para a sua permanência no planeta, mas o que se observa é que a maioria dos encarnados se excede na obtenção desses bens, abandonando inclusive seus valores e crenças, desrespeitando seus irmãos em prol da satisfação de seus interesses pessoais. E é isso que não agrada a Deus, pois o amor ao próximo e a caridade cristã, devem estar sempreà frente de qualquer ação humana.

Com toda essa situação geradora de energias negativas no planeta, como esperar que os seus habitantes sejam pessoas sadias? Afinal de contas as doenças são geradas pelo desequilíbrio entre os campos energéticos dos seres humanos e o meio onde se situam. Como é possível que a saíde se instale num meio altamente contaminado por forças energéticas tão conturbadas e tão ensombreadas pela maldade humana? Será que, ao se sintonizarem com energias e atitudes negativas, não estarão abrindo caminho para ficarem doentes?

A doença não é uma causa, é uma consequência proveniente das energias negativas que circulam pelos organismos espiritual e material. O controle das energias é feito através dos pensamentos e dos sentimentos, portanto, as pessoas possuem energias que lhes causam doenças porque são indisciplinadas mentalmente e emocionalmente. Continuamente, os seres humanos recebem energia vital do cosmo e das outras pessoas e, para elas, imprimem a energia gerada por eles mesmos. Assim, são responsáveis por emitir boas ou más energiasàs outras pessoas. A energia que irradiam aos outros estará impregnada com sua carga energética, isto é, carregada das energias de seus pensamentos e sentimentos, sendo necessário que vigiem o que pensam e sentem. Pensamento é energia. Que tipo de pensamentos os homens estão criando?

É preciso ter consciência de que no momento em que um pensamento negativo é gerado ele vai liberar energias as quais irão, impreterivelmente, afetar o emocional e o físico da pessoa. Isso aponta que os pensamentos vão determinar a sua saíde física e emocional. E isso, é um grande motivo para que busquem se trabalhar, eliminando os maus pensamentos os quais são geradores de energias negativas ao seu redor, que podem contaminar não somente a eles, mas todos aqueles com quem se relacionar. Os pensamentos são verdadeiras descargas elétricas. Se você produzir um pensamento negativo em relação a si mesmo ou a alguém, a energia emanada penetrará no seu campo áurico, produzindo desde uma dor de cabeça até uma doença mais grave, dependendo da densidade do pensamento gerado.

Dessa forma, na busca por uma vida melhor, o homem deve se conscientizar primeiramente de que não é só um corpo físico, mas que junto com ele, também tem um campo energético. Dessa forma, toda doença que afeta o seu corpo físico, se manifestou primeiramente em seu corpo espiritual. Em alguns casos, ao se procederà cura da causa espiritual da doença, conseguimos também erradicar os sintomas da matéria, mas em outras situações ocorre a cura do aspecto espiritual, mas a matéria já está de tal forma afetada que é preciso cuidar do corpo físico o que é feito geralmente pelos doutores terrenos. A doutrina espírita não prega o conformismo, por isso é lícito procurar a medicina terrena que pode aliviar muito e curar onde for permitido. Se a misericórdia divina colocou os medicamentos ao vosso alcance é porque podeis e deveis utilizá-los para combater as doenças, mas não deveis esquecer que esses medicamentos combatem somente os efeitos da doença. Isto quer dizer que, quando as doenças estão presentes no corpo físico, deveis combatê-la, buscar alívio, mas não esqueçam que qualquer medida profilática em relaçãoàs doenças tem que se iniciar na conduta mental e na elevação moral.

Sentimentos como orgulho, avareza, ciíme, vaidade, inveja, calínia, ódio, vingança, luxíria, cólera, maledicência, intolerância, hipocrisia, amargura, tristeza, amor-próprio ofendido, fanatismo religioso, bem como os vícios, são também geradores das energias nocivas. Ou seja, a causa das doenças está na própria conduta dos seres humanos e a forma como tratam a própria vida. Analisando criteriosamente o comportamento, ver-se-á que os males que atormentam as pessoas persistirão enquanto não forem destruídas as causas. Portanto, soluções superficiais são enganosas. É preciso lutar contra todas as aflições, mas jamais de forma milagrosa. Procurem sempre pensar e agir dentro dos ensinamentos cristãos, a fim de alcançardes a cura integral.

Faremos agora um resumo sobre as principais doenças espirituais:

As doenças espirituais como descrevemos acima, servem para que os seres cármicos paguem seus carmas quando as aceitam e as compreendem como tal.

As doenças Fluídicas são adquiridas quando num ambiente o Fluido Universal estiver com um nível etéreo muito denso formando assim uma concentração muito grande de vírus e bactérias que podem afetar as pessoas presentes atacando seus Chakras Esplênicos e Gástricos.. Essas doenças podem ser tratadas materialmente e espiritualmente.

As doenças Cármicas são ocasionadas por carmas de vidas passadas ou da vida presente adquiridos através de ações erradas como vícios materiais (fumo, bebida alcoólica), sentimentos de ódio, ganância, etc. ou ainda através de uma magia negra que alguém tenha feito para a pessoa. Essa doença só obtém cura completa com tratamento espiritual. Ex: Câncer, tuberculose, etc.

As doenças de Causas Exteriores são ocasionadas por espíritos isolados, sofredores, obsessores e falângicos. Como essas doenças contaminam o campo áurico, os chakras e o perispírito, só podem ser curadas com sessões de passes ou, em casos mais graves, por fluidoterapias.

São elas; o Encosto, que atinge o campo áurico e a matéria; as Obsessões, que podem atingir desde o campo áurico e a matéria até o espírito e o perispírito; a Possessão e o Exorcismo que representam o grau máximo desse tipo de doença.

As doenças de Causas Malignas ou Magia Negra são ocasionadas pelos sentimentos ruins, como ódio, ciíme, inveja, desespero, etc., pois as pessoas ao produzirem esses sentimentos estão fazendo um pacto com as forças negras que regem este mundo, adquirindo assim, poderes para atacar com magias negras, outros seres encarnados.

Doença élica ou maldição, a maldição é uma ligação élica negra entre dois seres que pode ser um espírito e um encarnado ou entre dois encarnados, onde um será sempre o rei e o outro será o servo.

Autor Espiritual: Dr. Wilton

Pela Médium Eunice Gondim

2,709 total views, 1 views today

  • 6
    Shares