PARE DE RECUSAR A VIDA 2/5 (5)

Download PDF

Contribuição de ROBERTO LUIZ C B C DOS SANTOS

PARE DE RECUSAR A VIDA

Ao nascermos a bagagem que trazemos vinculada a alma é o compromisso que pedimos a Deus, de que seríamos uma fonte de luz para iluminar o caminho de todas as pessoas, principalmente daquelas que temos pendências do pretérito.

É uma dádiva conquistada e compromissada com a vida para exercitarmos nesta jornada.

Escolhemos previamente nossos pais e familiares para que pudéssemos aprender com estes o que a alma precisa burilar no aperfeiçoamento evolutivo.

No entanto, os rejeitamos como se estes tivessem nos escolhido.

Por mais que tentemos rejeitá-los, consciente ou inconscientemente, estaremos rejeitando a vida que nos chegou, advindas deles.

A vida não fluirá a contento com prosperidade, paz e harmonia, se continuarmos nessa postura incoerente com Deus, representado por nossos pais e familiares e, outros que comungam o exercício de provas da vida.

Temos a ilusão de que poderíamos viver sozinhos, sem provas evolutivas que oportunizam e objetivam nos tornar melhores.

Seja em qualquer situação ou circunstâncias de dificuldades que estivermos passando, sejamos gratos à vida advinda de nossos pais e antepassados.

Nada exija dos teus pais o que estes não tiveram ou não têm condições de oferecer-lhes.

Já recebemos a vida!

E isso é o essencial.

E muitos pais, só nos puderam dar somente esta oportunidade de viver, e nada mais. Esse nada é exatamente o tudo.

Mais qual o motivo que nos faz ser eternos inquiridores e cobradores de nossos pais?

Tentaríamos justificar que apenas nos colocaram neste mundo e, não quiseram assumir as responsabilidades para nos conduzir na vida, como pais em uma família, diríamos conceitualmente normal.

Mais nem sempre é assim, e não aconteceu por castigo de Deus.

Aliás, Deus não castiga seus filhos.

Nós é que somos malcriados e ingratos com Ele e, com nossos pais.

Como pode a vida fluir se temos ressentimentos e mágoas de nossos pais?

Saibam que a nossa VIDA está vinculada a eles como raízes de uma árvore.

Se não temos gratidão a estas raízes regando-as com amor e perdão, em respeito de que, também são ou foram sementes e cresceram produzindo-nos como frutos, como poderemos vivificá-los?

As enfermidades são originárias justamente por nossa incompreensão e julgamentos de que eles não são ou foram perfeitos como pais.

Todos são e foram perfeitos enquanto pais.

Apontamos e desaprovamos os erros deles, como se fossemos seus pais.

Com que direito podemos julgá-los em suas atitudes, se foram boas ou ruins?

E acredite que o preço dessa ingratidão comportamental de acusações aos nossos pais, serão insucessos nos relacionamentos e atividade profissional, enfermidades e, descendentes retornando-nos na mesma moeda.

Portanto meus irmãos, precisamos refletir sobre como tem sido nossa postura em relação aos nossos pais, “mortos” ou vivos, diante da vida.

E saibam, somente através do “DESPERTAR-SE CONSCIENTE”, teremos a lógica compreensão dessa verdade que recusamos terminantemente a compreender e aceitar.

Sabedoria de Luz

Roberto Luiz Santos. 02-07-2016

374 total views, 1 views today