O DONO DO AMOR 2.5/5 (2)

[Total: 0    Média: 0/5]
Download PDF

Contribuição de Roberto Luiz C B C dos Santos

O DONO DO AMOR

O amor, acredito ser uma mera ilusão

Neste conceito amplamente conhecido.

Estamos muito longe de sabê-lo,

Bem como, de experimentá-lo em boa companhia.

Amor este tão difundido

Que devesse ser Uno,

Enquanto se é impossível de sê-lo.

Ah, esse amor doentio,

Que subtrai a liberdade de o outro ser,

Sem sequer ser gentil,

Mas, embora querendo esse querer

Em tê-lo como amor…

Amor proclamado!

Milênios se passaram,

E o homem, ainda não aprendeu

Que amor não é essa expressão conjugada de dor.

Poucos, muitos na vida amaram.

É nessas turbulências da atualidade,

Coitadinho do amor…

Sofre porque não o sabe tê-lo.

É, também, sê-lo na dor.

Quanta ilusão do homem,

Influenciado e manipulado pela idiotice do ter,

Ter para dizer que o tem,

Sem na verdade possuí-lo como amor,

Mas o tendo como posse

Para sentir-se ser seu dono.

Roberto Luiz Santos. 21-05-2018

209 total views, 3 views today