Livro dos Espíritos – Pergunta Numero: 611

Download PDF
[Total: 0   Average: 0/5]
611. A comunhão de origem dos seres vivos no princípio inteligente não é a consagração da doutrina da metempsicose??

– Duas coisas podem ter a mesma origem e não se assemelharem em nada mais tarde. Quem reconheceria a ,árvore, suas folhas, suas flores e seus frutos no germe informe que se contém na semente de onde saíram? No momento em que o princípio inteligente atinge o grau necessário para ser Espírito e entra no período de humanidade, (l) A dialética marxista contraria aparentemente este princípio, com a afirmação de que a Natureza dá saltos. Na realidade, esses saltos são qualitativos e decorrem da acumulação de pequenas modificações quantitativas, ou seja de uma cadeia que ações e reações. Engels afirmou: Embora com toda a sua graduação, a transição de uma forma de movimento para outra sempre se apresenta como um salto, que se resolve em revolução. Esta teoria justifica a revolução social. Mas esse mesma revolução, segundo o marxismo, só pode ocorrer em condições especiais, preparadas por uma longa série de acontecimentos. Dessa maneira, mesmo diante da concepção materialista revolucionária, permanece válido em sua substância o princípio espírita: nada na Natureza se faz por transição brusca. Todo salto é o fim de uma cadeia de ações e reações. (N. do T.) não tem mais relação com o seu estado primitivo e não é mais a alma dos animais, como a árvore não é a semente. No homem, somente existe do animal o corpo, as paixões que nascem da influência do corpo e o instinto de conservação inerente à matéria. Não se pode dizer, portanto, que tal homem é a encarnação do Espírito de tal animal, e por conseguinte a metempsicose, tal como a entendem, não é exata.

 304 total views,  2 views today